Como placas solares podem reduzir a sua conta de luz [Simulador]



Placas Solares para Residências geram energia elétrica através da conversão direta da luz do sol, duram mais de 25 anos e podem reduzir em até 95% a conta de luz de qualquer casa, seja ela grande ou pequena, bastando que o número certo de placas seja corretamente calculado. 


Através da conversão direta da luz do sol, essas placas conseguem gerar toda a energia consumida em uma casa e, com isso, trazer uma economia de até 95% na conta de luz todos os meses.


Não bastasse essa economia obtida por mais de 25 anos (que é a vida útil da tecnologia) essas placas permitem também que o consumidor fique livre da inflação energética durante todo esse período.


Então, se você está buscando uma forma segura e eficiente para gerar a energia que consome em sua casa, vem comigo que eu vou te mostrar o porquê as placas solares são a melhor opção para você e a sua residência.


A Placa Solar (Módulo Fotovoltaico)

Uma placa solar, conhecida tecnicamente como módulo fotovoltaico, é um agrupamento de células fotovoltaicas ligadas em série e encapsuladas em várias camadas de proteção.


As placas fotovoltaicas mais comercializadas no mercado atualmente são compostas de 60 ou 72 células, com potências entre 240 Watts e 400 Watts, respectivamente.


São várias camadas de proteção e isolamento necessárias para se encapsular um conjunto de células e que formam a estrutura de uma placa de energia solar, sendo:

Uma lâmina de vidro temperado;Um material orgânico, como o EVA (eileno-vinil-acetato);As células conectadas;Mais uma lâmina de EVA (ou similar);Uma cobertura, que pode ser vidro, tedlar, PVC, ou outros polímeros.


Por fim o conjunto será emoldurado (utilizando geralmente alumínio anodizado) e serão inseridas as caixas de conexão (cabos e conectores) para a ligação em série.

Veja a composição de uma placa solar fotovoltaica na imagem abaixo:


Variação de temperatura entre -40°C até + 85°C;Testes de isolamento sob umidade e congelamento;Carga mecânica, resistência a granizo e torções;Resistência de terminais, etc.


Todos eles permitem determinar a capacidade dos módulos de resistirem às intempéries e que medem a qualidade do isolamento de seus condutores e moldura, além de possíveis defeitos que possam aparecer em caso de montagem de módulos em estruturas inadequadas.